TURISMO EM ALTA: CHEGADAS DE TURISTAS SUPERARAM NíVEIS DE 2019

Em 2023, o número de chegadas de turistas não residentes a Portugal terá atingido 26.535,2 milhões, correspondendo a um acréscimo de 19,2% face a 2022 e de 7,7% face a 2019, ou seja, no período pré-pandemia. O mercado espanhol continua, de resto, a ser o principal emissor de turistas internacionais (quota de 25,2%), tendo crescido 16,7% face ao ano anterior. Em causa estão estimativas do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgadas esta segunda-feira (8 de julho de 2024). 

Segundo o INE, o ano de 2023 foi marcado pelos sinais de recuperação da crise no setor, gerada pela pandemia de Covid-19, superando-se os valores recorde de 2019 nos principais indicadores.

“O mercado espanhol manteve-se como principal mercado emissor de turistas internacionais (quota de 25,2%), tendo crescido 16,7% face ao ano anterior. O mercado do Reino Unido (12,6% do total) voltou a ser o segundo principal mercado emissor, aumentando 14,0%, enquanto o número de turistas franceses (12,4% do total, segundo principal mercado em 2022) cresceu 11,0%”, lê-se no boletim do INE.

O gabinete nacional de estatística destaca ainda o facto de além da categoria ‘Outros do Mundo’ (+44,8%), os maiores crescimentos terem sido registados pelos mercados norte-americano (+34,2%) e italiano (+29,2%), como é constatar na imagem.

2024-07-08T11:43:46Z dg43tfdfdgfd